Perguntas Frequentes

Confira aqui as principais dúvidas sobre a tecnologia GNV para o seu veículo.

Essa autonomia pode variar conforme o modelo de veículo, equipamento instalado e forma de direção. No entanto, como regra geral, quando igualamos km/l com km/m³ adotamos um rendimento superior em 20% comparado a gasolina e 50% comparado ao etanol. Por exemplo, um veículo que faz 10 km/l na gasolina e 8km/l no etanol irá rodar 12km/m³ no GNV.
Não.
O Gás Natural é um combustível fóssil, limpo e em abundância. Pode ser utilizado em veículos com motor ciclo Otto, ou seja, Etanol, Gasolina e flexfuel sem reduzir sua vida útil, desde que instalado corretamente e usando equipamentos de excelente qualidade como os BRC e Zavoli. Ensaios de laboratórios demonstram que o GNV é totalmente compatível com esses motores. É importante que seja instalado o kit com a geração compatível com o tipo de motor do veículo, ou seja:
2ª Geração para motores carburados
3ª Geração para motores com injeção monoponto
5ª Geração para motores com injeção sequencial multiponto
6ª Geração para motores com injeção direta
Cada geração foi desenvolvida para atender as características de cada tipo de motor, por isso, é importante instalar a geração compatível com o tipo de injeção eletrônica do seu motor. Esse cuidado vai garantir baixa manutenção e que todo o sistema funcione perfeitamente tanto no GNV, quanto no combustível líquido.
O mito sobre o GNV prejudicar o motor do carro foi criado devido às instalações incorretas, normalmente feitas por oficinas não homologadas pelo Inmetro, à utilização de componentes de má qualidade, ou à utilização de sistemas de 2ª e 3ª geração em veículos que necessitam de um sistema de 5ª ou 6ª Geração, devido à complexidade do sistema de injeção eletrônica.
O GNV não é perigoso, se instalado em oficina homologada pelo Inmetro, utilizando kit GNV de qualidade como os kits BRC e Zavoli e, mais importante, mantendo a manutenção preventiva do veículo em dia.
Não. Suas características são muito diferentes do GLP (Gás Liquefeito de Petróleo, ou gás de botijão, cujo uso como combustível em veículos automotores é proibido). O gás de botijão é composto de Propano e Butano e, embora seja o combustível doméstico de maior aceitação no país hoje, é mais pesado que o ar, o que pode gerar acúmulo em caso de vazamento.
Já o GNV é o gás metano, que pode ser obtido através do petróleo ou até mesmo em biodigestores utilizando material orgânico. O gás metano é mais leve que o ar, o que facilita muito sua dispersão em caso de vazamento.
Qualquer maquinário que utilize combustível, seja ele sólido, líquido ou gasoso, possui algum risco de acidente se os procedimentos de segurança não forem seguidos corretamente. Como já exposto anteriormente, se o serviço for feito com equipamentos e oficinas homologadas pelo Inmetro, não existe perigo de explosão, pois, além de ser mais leve que o ar, o sistema (armazenagem e compressão) é dotado de válvulas de segurança que se fecham caso haja algum rompimento na tubulação, além de possuir um sistema de exaustão em caso de um eventual vazamento. O gás natural veicular é mais seguro do que qualquer combustível líquido.
Outro fator de segurança na utilização do GNV é que, no momento do abastecimento do veículo no posto, o mesmo é feito sem que haja contato com o ar, evitando assim qualquer possibilidade de combustão. Os cilindros de armazenamento de GNV são dimensionados para suportar a alta pressão na qual o gás é comprimido (215,6 bar ou 220 Kgf/cm² – pressão máxima de abastecimento para os veículos) e ainda para suportar situações eventuais, como colisões e incêndios.
Não. O gás natural veicular é proveniente de poços do petróleo e consiste de uma mistura de hidrocarbonetos leves e gases inertes com predominância do metano (de 78% a 82%). O Metano também pode ser obtido através da decomposição de materiais orgânicos em um biodigestor. O gás gerado pelo biodigestor pode ser filtrado de forma que fique igual ao GNV proveniente do petróleo, porém seu uso ainda é restrito a áreas rurais ou empresas pioneiras em desenvolvimento de pesquisa como a Itaupu, mas não são utilizados nos postos de abastecimento de GNV.
Sim, em alguns estados há desconto no IPVA quando o veículo está com a documentação modificada com a inclusão do GNV como, por exemplo, Rio de Janeiro, Alagoas e Paraná. Existe proposta em se obter esse incentivo também nos outros estados, incluindo São Paulo.
Sim, o gás natural emite menos CO2 por km rodado comparado com gasolina e etanol, sendo considerado um combustível limpo. É importante lembrar que o veículo esteja atendendo esses níveis em seu estado original e que a geração do kit instalado seja compatível com o tipo de motor adequado a ela.






Telefone
(21) 2471-6972
(21) 2471-6973
(21) 3888-3227
(21) 3888-3257
Whatsapp
(21) 96435-1876
(21) 97034-2194
(21) 96478-4192
Endereço

R. Castelo Branco, 117
Penha Circular, Rio de Janeiro/RJ
CEP 21012-000

Horário de Atendimento

Seg. a Sex. - 08:00 às 17:30

Rua Castelo Branco, 117 - Penha Circular, Rio de Janeiro - RJ, Brasil

Como Chegar?